Resenha: Só os animais salvam

by - 18:26



Só os animais salvam é um livro que me conquistou desde a pré-venda. Quem me conhece sabe que sou a louca dos animais e, com uma temática tão linda, não poderia resistir a mais esse lançamento da Darkside que foge aos clichês e presenteia o leitor com uma delicadeza sem precedentes.
Com histórias narradas pelas almas de dez animais, Ceridwen Dovey nos apresenta um universo novo, maduro e extremamente reflexivo, capaz de tocar até os corações mais céticos. 
Quer saber o que achei do livro? Então confira a resenha de Só os animais salvam:

“Nós, humanos, nos achamos o máximo. Mas o que temos feito com o nosso mundo? "Só os Animais Salvam" é um livro que tenta responder a essa pergunta de maneira inusitada. Cada um de seus contos é uma fábula moderna, narrada por um bicho diferente, vítima de uma de nossas incontáveis guerras. Em meio ao caos, os animais conseguem encontrar esperança e inspiração numa das atividades mais significativas que nossa espécie já criou: a literatura. Ceridwen Dovey reúne fragmentos e personagens da obra de escritores imortais e nos faz sonhar o sonho dos inocentes. Só os animais salvam."











FICHA TÉCNICA 
Título: Só os animais salvam
Autora: Ceridwen Dovey
Ano: 2017
Páginas: 235
Idioma: Português
Editora: Darkside Books
Nota: 5/5
Compre: Amazon / Saraiva
Comprando por esses links você ajuda e incentiva o Nostalgia Cinza



Só os animais salvam me surpreendeu desde o começo. Acreditava que todo o enredo seria envolto de diálogos fofos, pensamentos sobre a amizade entre seres humanos e bichos ou até mesmo um jeito poético de homenagear os animais. Mas não é bem assim. O livro é narrado por dez almas de animais que, logo de cara, já estão mortos e fazem reflexões sobre suas vidas. Todos morreram por causa da interferência humana, mesmo que não tenha sido proposital. Alguns dos animais sabem disso, já outros escapam dessa percepção e sua morte é apenas o último parágrafo de suas histórias.
Desde o primeiro conto entendi que as histórias não seriam meigas e não seriam voltadas para um publico infantil. "O gato e eu", narrado pela alma de uma gata, conta a história de Kiki, uma gata doméstica que se vê morando nas trincheiras da Primeira Guerra Mundial enquanto tenta voltar para casa, para sua dona. "A mocinha de Peter Vermelho" mostra a (ir)realidade de chipanzés educados para serem mais semelhantes aos humanos em pensamento, comportamento e estilo de vida. Esses exemplos mostram como o livro é, em si, uma crítica aos seres humanos sem se apegar a clichês e frases prontas. 


“A alma do porco deu um suspiro, caminhando para longe. Seus contornos se atenuavam sob a luz do sol que passava entre as copas das árvores. Ele não se despediu, mas parece que os mortos não têm pudores em ir embora sem cerimônias." P. 88

É essa forma de contar histórias tão diferentes e fazer críticas sem abusar de textos maçantes ou melodramáticos que faz com que Só os animais salvam seja um livro tão incrível. Enquanto alguns dos contos se mantêm fiéis à realidade, outros mergulham no irreal, mas sem fazer com que a leitura seja prejudicada de qualquer forma por conta disso. Pelo contrário, a autora brinca com o que de fato poderia ser real e ter acontecido de verdade com a nossa certeza de que aquilo não passa de uma fantasia. É o questionamento constante e inconsciente por parte do próprio leitor que torna o livro tão reflexivo e carregado de críticas.








































O primeiro conto tem o ritmo um pouco mais lento que o resto e, a princípio, pensei que me decepcionaria com o livro. Entretanto, a partir da segundo história a escrita corre de forma mais fluida e cada conto traz uma forma diferente de narrar as vidas animalescas dos personagens. Esse é um dos trunfos da autora. Ceridwen Dovey consegue variar a escrita de acordo com a personalidade de cada narrador o que me fez pensar, em vários momentos, que estava lendo uma coletânea de contos de autores diferentes.
Como de praxe, preciso elogiar a diagramação da Darkside e o cuidado com a estética do livro. A capa que já me fez querer adquirir o livro antes mesmo de conhecer seu conteúdo é a cereja do bolo. As ilustrações que apresentam cada capítulo são simples, mas dão um ar mágico aos contos, as frases de autores famosos quebram um pouco a narrativa e trazem mais reflexões a respeito do nosso relacionamento com os animais e o miolo do livro como um todo é muito lindo e gostoso de folhear. Não encontrei erros de tradução ou revisão, mais um dos muitos cuidados da Darkside com seus títulos.







“'Mas há milhões e milhões de mexilhões no mundo, eu sou um só', respondi.
'É, mas você é um mundo por si mesmo, assim como eu', ele disse. 'Somos todos pequenos mundos'". P. 106

Só os animais salvam é um daqueles livros que se ama ou se odeia. O ritmo das histórias pode incomodar alguns leitores, mas as reflexões propostas o tornam um tesouro em meio a tantos títulos no mercado editorial. É uma daquelas coletâneas de histórias universais e atemporais. Não é voltado para um nicho e deveria ser leitura obrigatória para todos aqueles que gostam de pensar fora da caixinha e abrir o coração para novas ideias e novos universos literários.

Se você gostou da resenha e quer conhecer outro livro da Darkside, confira a resenha de The Beauty of Darkness!

“Os fios da aranha se adensaram. Pensei no lendário voo solo de Charles Lindbergh sobre o Atlântico, em 1927, no fato de que ele tivera uma companhia na cabine, na forma de uma mosquinha. Ele diria, mais tarde, que a consciência de haver algo vivo naquela cabinezinha fria, durante todas as horas de voo solitário sobre a escuridão do oceano, o consolava.
Seguimos ao redor da Lua, a ranha e eu." P.144


Quer ficar por dentro de todos os posts do Nostalgia Cinza? Então assine a newsletter! É só colocar seu email, prometo não encher sua caixa de entrada <3

You May Also Like

10 comentários

  1. Eu achei muuuito interessante. É diferente do que estamos acostumados nos livros e esses lances das narrações eu achei fascinante. Fiquei com muita vontade de ler o livro.
    http://vaiumspoilerai.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá Laura, tudo bem?
    Nossa que premissa interessante.
    Achei que seria algo dramatico tipo Lessy, mas vi que é uma história mais completa, complexa e melhor. O fato das almas dos animais narrar o livro me deixou curiosa. Confesso que já tinha visto ele antes, mas é a primeira vez que ele me chama a atenção, graças a sua resenha.
    Dica anotada
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Nossa, eu amei a forma que tu falou do livro. Me deixou mais louca por ele. 😍😍
    Nessa promoção que teve não pude comprar, e ele tava com um preço ótimo rsrs #chateada
    Essa edição é magnífica 😍
    Não sabia que eles tinham morrido por interferência humana. Preciso desse livro. Rsrs
    Parabéns pela resenha. Arrasou❤
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oi Laura tudo bem?
    Que demais essa postagem menina, parece ser cheio de envolvimento, mistério e tudo mais. Ainda mais que não é aqueles clichês baratos, eu nem me atreveria a ler, fiquei apaixonada pelas suas fotos e com toda certeza quero ler.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Meu sonho é ler uma obra da Darkside haha. Adorei a sua resenha e fiquei curiosa para conferir essa obra. A história parece ser muito emocionante e bem reflexiva, já vi que irei chorar horrores haha. Vou anotar a sua dica, bjss!

    ResponderExcluir
  6. Olá! Amei saber que esse livro é maravilhoso, ganhei ele em um sorteio da DarkSide e será minha próxima leitura, amo demais as publicações da editora e quando vi esse livro, fiquei louca para ler, amei sua resenha, beijos!
    Entre Livros e Pergaminhos

    ResponderExcluir
  7. Oi!
    Tenho adorado ler as resenhas que estão surgindo desse livro pois elas só me confirmas que tê-lo na minha estante será uma excelente decisão. Sou uma amante dos animais e já percebi que essa será uma leitura que me emocionará demais e fico feliz com isso.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Olá Laura! Esse livro já está na minha lista de desejados do skoob e só estou esperando a oportunidade para poder adquirir e ler. Gostei bastante da sua resenha e das imagens que usou. Com certeza, vale a pena a indicação, bjo

    ResponderExcluir
  9. Não vejo a hora de consegui comprar a minha edição
    É aquele tipo de leitura que deixa nosso coração quentinho, né?
    <3 Fora que a editora caprichou *_* capa maravilhosa

    ResponderExcluir
  10. Ontem mesmo peguei este livro na livraria, mas acabei desistindo. A capa está linda mesmo, e por conta de sua resenha, a primeira que li do livro, vou repensar em ler
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir