Resenha: Black Hammer (Vol #4): Era Da Destruição - Parte 2

by - 12:35


Black Hammer é uma série vencedora do Eisner Awards como Melhor Série Original e, volume a volume, vem conquistando os fãs de quadrinhos. Com uma história sobre a decadência de heróis nada comuns, Black Hammer é um achado. A Era da Destruição Parte 2, quarto volume lançado aqui no Brasil, traz respostas que os leitores esperam há algum tempo e expande ainda mais esse universo impactante. Saiba mais sobre Black Hammer: Era da Destruição Parte 2!

"Criada por Jeff Lemire e Dean Ormston, a premiada série Black Hammer conquistou o público e a crítica ao unir elementos de grandes clássicos dos quadrinhos, tramas únicas e personagens complexos. Sucesso inquestionável, agora a intensa jornada se encaminha para o desfecho, quando finalmente vamos descobrir o que aconteceu com os maiores heróis de Spiral City.
Após derrotarem o poderoso e maligno Antideus, eles caíram no esquecimento ao se verem presos em um estranho purgatório: uma fazenda isolada e misteriosa da qual não conseguem sair. Por dez anos viveram como uma família, escondendo sua verdadeira natureza dos habitantes locais. Até que uma visita vinda de seu antigo mundo consegue chegar até eles, trazendo consigo a esperança de voltarem para casa, mas também o prenúncio de uma era de caos e destruição.
Neste quarto e último volume, mais segredos vêm à tona, e quando a verdade sobre o que aconteceu naquela batalha fatídica é revelada, o mundo dos ex-heróis muda completamente outra vez. Com o equilíbrio do universo sob ameaça, eles serão obrigados a decidir se o preço que pagaram para salvar Spiral City valeu a pena."

FICHA TÉCNICA
Título
: Black Hammer (Vol #4): Era Da Destruição - Parte 2
Autores: Jeff Lemire e Dean Ormston
Páginas: 192
Ano: 2020
Editora: Intrínseca
Nota: 5
Compre: Amazon
Comprando por esse link você ajuda e incentiva o Nostalgia Cinza
LIVRO CEDIDO EM PARCERIA COM A EDITORA




Um grupo de super-heróis foi responsável por vencer o Antideus, o vilao mais perigoso e imprevisível do universo. Entretanto, essa vitória custou a liberdade de cada um. Condenados a viverem presos em uma fazenda isolada e misteriosa, os heróis precisam buscar respostas para entender o que os prende ali e como podem fugir dessa realidade enigmática para voltar para casa.

Em Black Hammer: Era da Destruição Parte 1 já somos apresentados a algumas revelações bem surpreendentes, mas nesse segundo volume esse universo de expande ainda mais.


Desde a primeira página percebemos uma mudança no estilo artístico da HQ e, após algumas cenas, é possível entender porque. Alguns novos artistas contribuem para que Black Hammer: Era da Destruição Parte 2 seja um volume ainda mais rico para os fãs. Por meio do próprio traço desses artistas somos tirados da nossa zona de conforto inicial e caímos em uma realidade diferente, a que está sendo vivida por Coronel Weird, personagem que, inclusive, ganha mais destaque nesse volume.


Black Hammer: Era da Destruição Parte 2 traz algumas surpresas tanto para o enredo quando para a própria criação da história, quebrando a quarta parede em alguns momentos e apresentando interessantes detalhes metalinguísticos. Nesse volume temos realidades reescritas e os próprios autores brincam com esse fato de formas diferentes ao longo da HQ.

Certezas são destruídas ao longo da trama e o próprio leitor, antes praticamente onisciente, se torna coadjuvante de um enredo incerto e enigmático, sendo levado pelas páginas da mesma forma que os personagens. É um grande trunfo de Jeff Lemire e Dean Ormston conseguirem elaborar uma história tão rica e envolvente, que homenageia, da melhor forma possível, alguns dos elementos mais apaixonantes das melhores histórias em quadrinhos, incluindo: ficção científica, histórias de super-heróis, mistério, criaturas fantásticas, realidades paralelas e visuais inesquecíveis.


Mais uma vez a Intrínseca traz uma bela edição para os fãs da série. Black Hammer: Era da Destruição traz oito fascículos que dão continuidade à história, com uma tradução bem agradável e de fácil envolvimento. As ilustrações que dividem cada fascículo, como sempre, são alguns dos pontos mais altos dessa edição, um trabalho memorável e impecável.

Na parte final do livro temos acesso a esboços desse volume de Black Hammer e algumas explicações sobre o processo criativo de algumas das cenas mais marcantes do quarto volume. Apesar de ser algo comum em HQs e graphic novels, é um detalhe bem interessante para quem gosta de saber mais sobre bastidores e curiosidades. Para quem gosta de desenhar e ilustrar, é interessantíssimo ler um pouco sobre as ferramentas usadas durante o processo e as escolhas dos artistas para dar luz a esse trabalho incrível. Além disso, nas últimas páginas, ainda encontramos alguns pôsteres maravilhosos que fecham, com chave de ouro, esse volume.


Black Hammer é uma homenagem à era de ouro dos quadrinhos, principalmente aos heróis do século passado e isso se mostra muito presente ao longo da série e também nos comentários dos autores e artistas. Em Era da Destruição Parte 2 isso fica ainda mais evidente com os toques retrô dados tanto para alguns dos figurinos quanto nas artes de divisão dos fascículos.

Com Black Hammer Jeff Lemire mostra, mais uma vez, porque é um ícone dos quadrinhos. Com uma série vencedora do Eisner, Black Hammer se estabelece como uma referência para fãs de quadrinhos de todo o mundo e uma graphic novel à qual irei voltar algumas vezes, com toda certeza.

Black Hammer: Era da Destruição Parte 2 traz um final impactante e surpreendente para uma série cativante e faz jus à jornada desses heróis inesquecíveis. Um belo desfecho que deixou um gostinho de quero mais e já posso sentir a nostalgia no ar. Que venha a próxima série em quadrinhos que irá me conquisar dessa forma ♥

Gostou da resenha e quer conhecer outra série que vem ganhando espaço por aqui? Então confira Oblivion Song!


SOBRE OS AUTORES

JEFF LEMIRE é autor e ilustrador canadense. Entre suas principais obras estão O soldador subaquático e a trilogia Condado de Essex. Foi eleito duas vezes melhor quadrinista do Canadá pelo Schuster Award. Além de suas graphic novels independentes, passou por grandes editoras norte-americanas, como a Marvel e a DC, onde atuou em séries como Arqueiro Verde, Constantine, Cavaleiro da Lua e outras.

DAVE STEWART é um colorista americano considerado lendário no mundo dos quadrinhos, tendo ganhado o Eisner seis vezes. Já trabalhou com a DC, a Marvel e a Dark Horse, em títulos como Hellboy, Star Wars, Ultimate X-Men, Capitão América e Superman, entre outros.

DEAN ORMSTON é ilustrador britânico. Seus trabalhos mais notáveis são a série 2000 AD e os títulos do selo Vertigo, da DC.



Inscreva-se na newsletter para ter acesso a conteúdos exclusivos sobre o mercado editorial, literatura e ainda fica à par dos lançamentos mais aguardados. Faça parte da newsletter feita para os amantes dos livros ♥

You May Also Like

0 comentários