Resenha: Teto Para Dois

by - 08:52


Teto Para Dois é um livro que vem conquistando leitores com seu enredo envolvente, narrativa fácil e personagens encantadores. A história de um homem e uma mulher que precisam dividir uma casa, sem nunca terem se conhecido, está ganhando corações e mostrando porque é um romance adorável.

Quer saber mais sobre o livro? Confira a resenha de Teto Para Dois!

"Eles dividem um apartamento com uma cama só. Ele dorme de dia, ela, à noite. Os dois nunca se encontraram, mas estão prestes a descobrir que, para se sentir em casa, às vezes é preciso jogar as regras pela janela.

Três meses após o término do seu relacionamento, Tiffy finalmente sai do apartamento do ex-namorado. Agora ela precisa para ontem de um lugar barato para morar. Contrariando os amigos, ela topa um acordo bastante inusitado.

Leon está enrolado com questões financeiras e tem uma ideia pouco convencional para arranjar dinheiro rápido: sublocar seu apartamento, onde fica apenas no período da manhã e da tarde nos dias úteis, já que passa os finais de semana com a namorada e trabalha como enfermeiro no turno da noite. Só que tem um detalhe importante: o lugar tem apenas uma cama.

Sem nunca terem se encontrado pessoalmente, Leon e Tiffy fecham um contrato de seis meses e passam a resolver as trivialidades do dia a dia por Post-its espalhados pela casa. Mas será que essa solução aparentemente perfeita resiste a um ex-namorado obsessivo, uma namorada ciumenta, um irmão encrencado, dois empregos exigentes e alguns amigos superprotetores?"

FICHA TÉCNICA
Título: Teto Para Dois
Autora: Beth O'Leary
Páginas: 400
Ano: 2019
Editora: Intrínseca
Nota: 4,5
Compre: Amazon
Comprando por esse link você ajuda e incentiva o Nostalgia Cinza
LIVRO CEDIDO EM PARCERIA COM A EDITORA




Teto Para Dois é um daqueles clichês absolutamente gostosos de ler. A princípio, com base apenas na premissa do livro, pensei que a história seguiria mais um clichê de duas pessoas que acabam sendo levadas pela atração física por terem que dividir a mesma cama. Entretanto, a relação entre protagonistas se desenvolve muito mais por meio de conversas e diálogos curtos nos post-its pregados na geladeira. 

O primeiro contato pessoalmente só acontece de fato depois de algum tempo, uma forma excelente de criar alguma base para o relacionamento que acaba se desenvolvendo ao longo do livro. Em meio a tantos romances apressados e desconexos, Beth O'Leary consegue criar um casal irresistível e bem estruturado que conduz o leitor por uma história engraçada, divertida e apaixonante. 


Teto Para Dois é a prova de que um romance pode ser excelente sem a necessidade de um casal problemático que precisa se encontrar em meio a um relacionamento abusivo. Mesmo Tiffy tendo saído de um relacionamento tóxico, cabe à própria protagonista escrever sua história sem a ajuda de um príncipe encantado, um dos pontos altos do livro. 

Gosto bastante de histórias que tratam de áreas do mercado editorial e Tiffy é uma editora extremamente engajada nos livros que ajuda a produzir. Como leitora, amamente de livros e profissional do mercado editorial, me senti acolhida pelos cenários e por toda a dinâmica trazida pela autora por meio de Tiffy e sua profissão.


Um dos assuntos tratados no livro são os relacionamentos abusivos, principalmente a opressão sofrida por uma mulher ainda emocionalmente presa por seu ex-namorado. Ao invés de apelar para o príncipe encantado em cima de um cavalo branco que iria salvar a jovem protagonista, Beth O'Leary ajuda a criar uma narrativa em que a mulher busca em si mesma a força para sair dessa armadilha e dar um basta de uma vez por todas em um relacionamento abusivo. 

Como leitora, mesmo não concordando muito com a maneira com a qual as pessoas ao seu redor deixaram que tudo partisse apenas de Tiffy, é um alívio ver diferentes formas de tratar o tema e dar um exemplo para leitoras que estiverem passando por situações semelhantes. 


Apesar de não ser um livro pequeno - Teto Para Dois tem pouco mais de 400 páginas -, a escrita de Beth O'Leary é muito gostosa e é uma delícia passar as páginas. O livro é composto por muitos diálogos, mas a autora consegue trazer o leitor para esse universo e fazer com que nos identifiquemos facilmente com os personagens e seus conflitos. 

Teto Para Dois se passa no intervalo de alguns meses, o que ajuda a mostrar o desenvolvimento dos personagens com mais rapidez, sem precisar estender demais a narrativa e tornar a leitura cansativa. É um livro que consegue ser leve, mesmo pincelando alguns assuntos mais densos. 

Sinto que o livro poderia ter um final um pouco mais estruturado e prolongado para evitar algumas pontas soltas e a impressão de que a finalização do livro foi impulsiva. A afetividade do casal também poderia ter sido aprofundada por pelo menos algumas páginas a mais depois do desfecho para dar uma sensação ainda maior de quero mais. 


Teto Para Dois é um chick-lit rápido e adorável, daquelas comédias românticas para serem lidas em meio a uma ressaca literária. A história é uma delícia e, por mais que não seja a maior história de amor de todas, ainda assim é um romance que vale a pena ser lido com carinho. Outro ponto alto do livro é que, por mais que os protagonistas sejam encantadores, os coadjuvantes também roubam a cena em diversos momentos. Consigo imaginar com facilidade uma adaptação para a história de Beth O'Leary. 

Teto Para Dois é o primeiro livro de Beth O'Leary e é uma ótima estreia, com certeza gostaria de ler os próximos títulos da autora e tenho certeza que Teto Para Dois continuará conquistando leitores. 

Gostou da resenha e quer conhecer outro romance apaixonante? Conheça Os Números do Amor!


E se você quiser ficar por dentro de tudo que rola aqui no Nostalgia Cinza em primeira mão e de um jeito bem simples e objetivo, então assine a newsletter! Prometo não encher sua caixa de entrada e ainda mandar conteúdos bem legais ;)

You May Also Like

0 comentários