Wishlist literária

by - 19:50


Separar livros que desejo ler nos próximos meses é algo que adoro fazer. Tanto meu carrinho na Amazon, quanto minha lista de desejados no Skoob crescem diariamente e é sempre bom usar esses títulos para indicar livros legais para os leitores do Nostalgia Cinza. Como sempre, montei uma lista com quinze títulos variados, todos são livros que realmente pretendo adquirir nos próximos tempo e, claro, produzir conteúdo com base nas leituras. Tem HQ, livro de ficção, livro de não-ficção, leitura feminista, clássico e até mesmo um livro que faz parte dos meus estudos de yoga. Indicações pra todo mundo, né?

Confiram os quinze títulos que selecionei para essa wishlist literária e não deixe de me contar qual livro está na sua lista <3

1. Maresi: As Crônicas da Abadia Vermelha # 1 - Maria Turtschaninoff
"Uma história sobre amizade e sobrevivência, magia e encantamento, beleza e terror.
Maresi chegou à Abadia Vermelha quando tinha 13 anos, durante o Inverno da Fome. Antes disso, só ouvira rumores e fábulas sobre o lugar. Em um mundo onde garotas são proibidas de estudar ou seguir seus próprios sonhos, uma ilha habitada apenas por mulheres soava como uma fantasia incrível. Agora Maresi vive ali e sabe que é real. Ela está segura.
Tudo muda quando Jai, com seus cabelos emaranhados, cicatrizes e roupas sujas, chega em um navio. Ela fugia da crueldade e dos perigos escondidos em sua terra natal – mas os homens que a perseguem não vão parar por nada, até encontrá-la.
Agora as mulheres e meninas da Abadia Vermelha terão que usar seus poderes e conhecimento ancestral para combater as forças que desejam destruí-las. E Maresi, assombrada por seus próprios pesadelos, deve confrontar seus mais profundos e terríveis medos."

2. Eu sei por que o pássaro canta na gaiola - Maya Angelou
"RACISMO. ABUSO. LIBERTAÇÃO. A vida de Marguerite Ann Johnson foi marcada por essas três palavras. A garota negra, criada no sul por sua avó paterna, carregou consigo um enorme fardo que foi aliviado apenas pela literatura e por tudo aquilo que ela pôde lhe trazer: conforto através das palavras.
Dessa forma, Maya, como era carinhosamente chamada, escreve para exibir sua voz e libertar-se das grades que foram colocadas em sua vida. As lembranças dolorosas e as descobertas de Angelou estão contidas e eternizadas nas páginas desta obra densa e necessária, dando voz aos jovens que um dia foram, assim como ela, fadados a uma vida dura e cheia de preconceitos. Com uma escrita poética e poderosa, a obra toca, emociona e transforma profundamente o espírito e o pensamento de quem a lê."

3. A Menina do Outro Lado, Vol. 1 - Nagabe
"Os fãs de mangás que apostaram no escuro com a DarkSide® Books já foram arrebatados pelas bizarrices e delírios do mestre Junji Ito em Fragmentos do Horror. E pediram mais. Muito mais. Agora é hora de embarcar em uma jornada por um conto de fadas dark assinado pelo aclamado mangaká Nagabe, no primeiro volume de A Menina do Outro Lado.
Em um país dividido entre pessoas normais e seres amaldiçoados, Shiva é uma menininha que foi acolhida por uma estranha criatura meio animal e meio humana. Sensei, como é chamado, não pode ser tocado e vive fora da cidade.
Afastado do convívio com os demais e ciente dos perigos e maldições que os rodeiam, Sensei alerta Shiva para que ela não saia sozinha. Porém, quando a menininha decide reencontrar sua tia desaparecida, regras são quebradas — e a vida que eles conheciam é colocada em risco.
A Menina do Outro Lado é uma fábula sobre a criação do afeto e o amor entre duas criaturas tão diferentes, mas com muito a compartilhar. Uma trama atual sobre a condição do diferente e da falta de aceitação. Sobre largar seus medos e enfrentar a vida com um novo olhar.
Com uma arte delicada, que explora luz e escuridão, Nagabe apresenta um mangá rico em detalhes que não hesita em adquirir tons mais sombrios e peculiares conforme a história se desenrola. Está tudo aqui: a dualidade do preto e do branco, do bem e do mal, do animal e do humano, do lado de dentro e de fora.
A qualidade dos mangás da DarkSide® Books você já conhece: títulos de respeito com grande impacto visual, capa dura e tradução feita diretamente do japonês para o português. A Menina do Outro Lado segue isso à risca. Um mangá tão caprichado que ser nenhum, amaldiçoado ou não, consegue botar defeito."

4. Canção de Ninar - Leila Slimani
"Quem cuida dos seus filhos quando você não está olhando? Apesar da relutância do marido, Myriam, mãe de duas crianças pequenas, decide voltar a trabalhar em um escritório de advocacia. O casal inicia uma seleção rigorosa em busca da babá perfeita e fica encantado ao encontrar Louise: discreta, educada e dedicada, ela se dá bem com as crianças, mantém a casa sempre limpa e não reclama quando precisa ficar até tarde. Aos poucos, no entanto, a relação de dependência mútua entre a família e Louise dá origem a pequenas frustrações – até o dia em que ocorre uma tragédia. Com uma tensão crescente construída desde as primeiras linhas, Canção de Ninar trata de questões que revelam a essência de nossos tempos, abordando as relações de poder, os preconceitos entre classes e culturas, o papel da mulher na sociedade e as cobranças envolvendo a maternidade. Publicado em mais de 30 países e com mais de 600 mil exemplares vendidos na França, Canção de Ninar fez de Leïla Slimani a primeira autora de origem marroquina a vencer o Goncourt, o mais prestigioso prêmio literário francês."

5. A vegetariana - Han Kang
"Romance perturbador e único, tem sido apontado como um dos livros mais importantes da ficção contemporânea - e uma introdução à fecunda literatura produzida na Coreia do Sul. "...Eu tive um sonho”, diz Yeonghye, e desse sonho de sangue e escuros bosques nasce uma recusa vista como radical: deixar de comer, cozinhar e servir carne. É o primeiro estágio de um desapego em três atos, um caminho muito particular de transcendência destrutiva que parece infectar todos aqueles que estão próximos da protagonista. A vegetariana conta a história dessa mulher comum que, pela simples decisão de não comer mais carne, transforma uma vida aparentemente sem maiores atrativos em um pesadelo perturbador e transgressivo. Narrado a três vozes, o romance apresenta o distanciamento progressivo da condição humana de uma mulher que decidiu deixar de ser aquilo que marido e família a pressionaram a ser a vida inteira. Este romance de Han Kang tem sido apontado como um dos livros mais importantes da ficção contemporânea. Uma história sobre rebelião, tabu, violência e erotismo escrita com a clareza atordoante das melhores e mais aterradoras fábulas. Esta tradução, diretamente do coreano, restitui o estranhamento da obra original."

6. Afiadas: As mulheres que fizeram da opinião uma arte - Michelle Dean"Mulheres geniais, como Sontag, Didion e Arendt, transformaram o panorama de seu tempo e fizeram de suas opiniões um novo capítulo das letras, influenciando autores e autoras e moldando nosso cenário cultural até os dias de hoje. As mulheres brilhantes que são o foco de Afiadas vieram de diferentes origens e tinham opiniões políticas e artísticas divergentes. Mas todas elas fizeram uma contribuição significativa para a história cultural e intelectual dos Estados Unidos e, em última análise, moldaram o rumo do século XX, apesar dos homens que frequentemente as subestimavam ou rejeitavam seu trabalho. Essas mulheres – Dorothy Parker, Rebecca West, Hannah Arendt, Mary McCarthy, Susan Sontag, Pauline Kael, Joan Didion, Nora Ephron, Renata Adler e Janet Malcolm – estão unidas pela precisão de pensamento e sagacidade. Afiadas é uma representação vibrante do mundo intelectual da Nova York do século XX, onde as festas repletas de fofocas repercutiam nas páginas da Partisan Review ou da New York Review of Books. Misturando biografa, crítica literária e história cultural, Afiadas é uma celebração dessas mulheres extraordinárias, além de uma introdução atraente para suas obras."

7. O Leitor como Metáfora: O Viajante, a Torre e a Traça - Alberto Manguel"Tanto quanto se pode dizer, os seres humanos são a única espécie para a qual o mundo parece composto de histórias, escreve Alberto Manguel. Lemos o livro do mundo de muitas formas: podemos ser viajantes, avançando através de suas páginas como peregrinos que se dirigem para a iluminação. Podemos ser reclusos, retirando-nos através da nossa leitura em nossas próprias torres de marfim. Ou podemos devorar nossos livros como traças, não para nos beneficiarmos da sabedoria que eles contêm, mas apenas para nos enchermos de inúmeras palavras. Neste livro, Manguel considera a cadeia de metáforas que descreveram os leitores e suas relações com o texto em um período de quatro milênios."

8. O sol é para todos - Harper Lee"Um livro emblemático sobre racismo e injustiça: a história de um advogado que defende um homem negro acusado de estuprar uma mulher branca nos Estados Unidos dos anos 1930 e enfrenta represálias da comunidade racista. O livro é narrado pela sensível Scout, filha do advogado. Uma história atemporal sobre tolerância, perda da inocência e conceito de justiça.
O sol é para todos, com seu texto “forte, melodramático, sutil, cômico” (The New Yorker) se tornou um clássico para todas as idades e gerações."

9. O nome do vento - Patrick Rothfuss"Ninguém sabe ao certo quem é o herói ou o vilão desse fascinante universo criado por Patrick Rothfuss. Na realidade, essas duas figuras se concentram em Kote, um homem enigmático que se esconde sob a identidade de proprietário da hospedaria Marco do Percurso.
Da infância numa trupe de artistas itinerantes, passando pelos anos vividos numa cidade hostil e pelo esforço para ingressar na escola de magia, O nome do vento acompanha a trajetória de Kote e as duas forças que movem sua vida: o desejo de aprender o mistério por trás da arte de nomear as coisas e a necessidade de reunir informações sobre o Chandriano - os lendários demônios que assassinaram sua família no passado.
Quando esses seres do mal reaparecem na cidade, um cronista suspeita de que o misterioso Kote seja o personagem principal de diversas histórias que rondam a região e decide aproximar-se dele para descobrir a verdade.
Pouco a pouco, a história de Kote vai sendo revelada, assim como sua multifacetada personalidade - notório mago, esmerado ladrão, amante viril, herói salvador, músico magistral, assassino infame.
Nesta provocante narrativa, o leitor é transportado para um mundo fantástico, repleto de mitos e seres fabulosos, heróis e vilões, ladrões e trovadores, amor e ódio, paixão e vingança."

10. Elas por Elas - Rosa Amanda Strausz"Elas por elas é uma compilação de textos de escritoras brasileiras, uma reunião de vozes femininas, das mais jovens às mais velhas, um retrato de várias mulheres possíveis, em prosa, verso e aforismos. Organizada pela escritora Rosa Amanda Strausz, a antologia transita pelos múltiplos gostos, sensibilidades e formas de ver o mundo de grandes autoras como Lygia Fagundes Telles, Rachel de Queiroz, Ana Cristina Cesar, Adriana Falcão, Nélida Piñon, entre outras."

11. Flores para Algernon - Daniel Keyes"Aos 32 anos, Charlie trabalha na padaria Donners, ganha 11 dólares por semana e tem 68 de QI. Porém, uma cirurgia revolucionária promete aumentar a sua inteligência, considerada gravemente baixa. O problema? Enxergar o mundo com outros olhos e mente pode trazer sacrifícios para a sua própria realidade. E resta saber se Charlie Gordon está disposto a fazê-los."

12. O milagre da manhã - Hal Elrod"Conheça o método simples e eficaz que vai proporcionar a vida dos sonhos — antes das 8 horas da manhã!
Hal Elrod explica os benefícios de acordar cedo e desenvolver todo o nosso potencial e as nossas habilidades. O milagre da manhã permite que o leitor alcance níveis de sucesso jamais imaginados, tanto na vida pessoal quanto profissional. A mudança de hábitos e a nova rotina matinal proposta por Hal vai proporcionar melhorias significativas na saúde, na felicidade, nos relacionamentos, nas finanças, na espiritualidade ou quaisquer outras áreas que necessitem ser aprimoradas."

13. Bhagavad Gita: Texto Clássico Indiano - Krsna Dvaipayana Vyasa"Uma das obras-primas da poesia épica indiana, a composição mais popular da Índia e a obra hindu mais lida em todo o mundo! A Bhagavad Gita é um verdadeiro tratado de yoga, tão valioso quanto os Yoga Sutra s, de Patanjali. Entendida como o cântico que se tornou um dos pilares do Hinduísmo religioso, a Bhagavad Gita é o episódio mais famoso do grande épico indiano, o Mahabharata. Esta clássica narrativa, que retrata o diálogo entre K???a e o guerreiro Arjuna, apresenta respostas para as questões fundamentais da vida, traz à tona a universalidade e a atemporalidade de seus ensinamentos e continua a inspirar uma ampla variedade de interpretações, tanto no Oriente quanto no Ocidente. A presente tradução preserva toda a força e a beleza da linguagem original deste poema inspirador e traz um significativo diferencial em relação a muitas outras: ela respeitosamente extrapola os contextos religioso e devocional ao considerar a abordagem que percebe a Bhagavad Gita como um tratado doutrinário de yoga."

14. Classic Works from Women Writers (Leather-bound Classics) - Editors of Canterbury Classics "Women writers have been making their voices heard for centuries, but their works were not always taken seriously. Over time, as women gained more social and political freedom, these works have reemerged as subjects that are considered to be worthy of closer study. Classic Works from Women Writers is a collection of more than thirty novels, short stories, poems, and essays by prominent and lesser-known female writers since the 17th century. Included in this volume are groundbreaking works such as Mary Shelley’s Frankenstein; Agatha Christie’s The Mysterious Affair at Styles, the first Hercule Poirot novel; Charlotte Perkins Gilman’s short story “The Yellow Wallpaper” and her follow-up essay; and poetry from the likes of Christina Rossetti, Amy Lowell, and Sara Teasdale. The words of these authors offer a multitude of perspectives on different issues that affect not only women but the wider world as well."

15. Goodbye to All That: Writers on Loving and Leaving New York - Sari Botton"In 1967, Joan Didion wrote an essay called Goodbye to All That, a work of such candid and penetrating prose that it soon became the gold standard for personal essays. Like no other story before it, Didion's tale of loving and leaving New York captured the mesmerizing allure Manhattan has always had for writers, poets, and wandering spirits.
In this captivating collection, 28 writers take up Didion's literary legacy by sharing their own New York stories. Their essays often begin as love stories do, with the passion of something newly discovered—the crush of subway crowds, the streets filled with manic energy, and the certainty that this is the only place on Earth where one can become exactly who she is meant to be.
They also share the grief that comes when the metropolis loses its magic and the pressures of New York's frenetic life wear thin on even the most fervent dwellers. As friends move away, rents soar, and love—still— remains just out of reach, each writer's goodbye to New York is singular and universal, like New York itself."

E se quiser ficar por dentro de tudo que rola aqui no Nostalgia Cinza em primeira mão e de um jeito bem simples e objetivo? Então assine a newsletter! Prometo não encher sua caixa de entrada e ainda mandar conteúdos bem legais ;)

You May Also Like

0 comentários