Resenha: A revolução dos bichos HQ

by - 17:05


2018 está sendo um bom ano para fãs de quadrinhos porque o selo da Companhia das Letras, Quadrinhos na Cia, está trazendo algumas adaptações bem interessantes de clássicos da literatura mundial. Antes O Idiota e agora com A Revolução dos Bichos, de George Orwell, a editora traz uma releitura em quadrinhos muito bem feita e apaixonante desse clássico da literatura.

A Revolução dos Bichos tem sua primeira adaptação para quadrinhos do mundo feita aqui no Brasil pelo gaúcho Odyr. E quer saber por que essa adaptação me conquistou tanto? Então confira a resenha!

"A obra-prima de George Orwell adaptada para os quadrinhos. Clássico moderno, A revolução dos bichos ganha vida e movimento no traço do gaúcho Odyr. Ao narrar a insurreição dos animais de uma granja contra seus donos, a obra mostra como o conflito os leva a uma tirania ainda mais opressiva que a dos humanos.
Odyr passou os últimos anos envolvido numa empreitada desafiadora: transformar em quadrinhos um dos maiores clássicos da literatura mundial, A revolução dos bichos. Em tinta acrílica, fazendo com que cada página se tornasse uma verdadeira obra de arte, Odyr deu forma à narrativa de George Orwell ― e a personagens antológicos como os porcos Napoleão e Bola-de-Neve. Escrita em plena Segunda Guerra Mundial e publicada em 1945, essa breve narrativa causou desconforto ao satirizar ferozmente a ditadura stalinista numa época em que os soviéticos ainda eram aliados do Ocidente na luta contra o eixo nazifascista. Mas não só. Mais de sessenta anos depois, A revolução dos bichos se tornou uma alegoria universal sobre as fraquezas humanas que levam à corrosão de grandes ideias e projetos de revolução política."

FICHA TÉCNICA
Título: A Revolução dos Bichos HQ 
Autores: George Orwell e Odyr
Ano: 2018
Páginas: 176
Idioma: Português
Editora: Quadrinhos na Cia (Companhia das Letras)
Nota: 5/5
Compre: Amazon
Comprando por esse link você ajuda e incentiva o Nostalgia Cinza
LIVRO CEDIDO EM PARCERIA COM A EDITORA



A Revolução dos Bichos é uma alegoria sobre poder, corrupção e política. O livro narra a revolta dos animais da Granja do Solar contra seu dono. Uma revolução que começou com o ideal de igualdade entre todos os animais, mostra com perfeição como o poder corrompe e transforma oprimidos em opressores. O livro de George Orwell se tornou mundialmente conhecido por fazer críticas explícitas à ditadura stalinista e à Revolução Russa. A "vitória" do comunismo é posta em xeque de forma brilhante, sem perder a sutileza dos detalhes e a força das granes narrativas.

O lançamento dessa adaptação chega em um bom momento político e histórico. Com ideologias do século XX virando pautas em 2018, o poder do clássico de George Orwell se faz ainda mais atemporal. Odyr consegue fazer jus a esse clássico da literatura, criando uma história em quadrinhos praticamente perfeita e dando aos leitores dessa obra mundialmente conhecida, uma nova oportunidade de ler essa narrativa pela "primeira vez".



O desenho de Odyr é um espetáculo à parte. As imagens são pintadas e faz com que cada página preço um quadro diferente. Apesar de não ser muito realista, cada desenho parece uma imagem em movimento. As cores mais escuras e a falta de contornos muito bem delimitados tornam cada desenho uma arte única. Além da própria história clássica e conceituada, os desenhos merecem um tempo de apreciação à parte. Mesmo terminando de ler a história, é difícil não continuar voltando páginas e folheando o livro.

A adaptação da história é tão viciante que é difícil parar de ler. É uma daquelas HQs para se ler de uma vez e reler assim que passar a última página. Além do fato de ter adaptado para os quadrinhos, a combinação de quadrinhos e diálogos curtos faz com que A Revolução dos Bichos seja uma leitura pra qualquer público. Como algumas imagens retratam a violência na Granja apenas não é recomendado para crianças muito novas, mas é um livro para se ter com gosto na estante. Reli os quadrinhos assim que terminei a primeira leitura e tenho certeza que ainda farei mais algumas releituras.



Penso que a adaptação foi perfeita quando ela parece ter sido feita originalmente dessa forma, o que acontece com essa HQ. Revolução dos bichos, de Odyr parece ter sido feita nos quadrinhos. É uma forma de tornar nova essa história clássica, oferecendo-a de um jeito novo e incrível para um público novo e para quem já tem apreço por essa história e gostaria de vê-la em novos formatos.

Com uma edição em formato maior, 26x20cm, capa com detalhes em hot stamp e impressão dos desenhos feitos com tinta acrílica em páginas brancas grossas, a adaptação de A Revolução dos Bichos é um livro para se guardar com carinho na estante e para reler de tempos em tempos. Uma história tão marcante, universal e atemporal merecia uma adaptação à altura e é isso que ela recebeu. Um livro para guardar e presentear.

Gostou da resenha e quer conhecer outra HQ imperdível? Então confira a resenha de Nimona!

“O homem é a única criatura que consome sem produzir. Não dá leite, não põe ovos, é fraco demais para puxar o arado. Mesmo assim, é o senhor de todos os animais”. Página 17




Quer ficar por dentro de tudo que rola aqui no Nostalgia Cinza em primeira mão e de um jeito bem simples e objetivo? Então assine a newsletter! Prometo não encher sua caixa de entrada e ainda mandar conteúdos bem legais ;)

You May Also Like

0 comentários