Wishlist literária - Especial Black Friday

by - 09:33


A Black Friday já está chegando e decidi montar uma wishlist com os títulos que eu adoraria poder acrescentar à minha coleção ainda esse ano. Em 2019 minha estante ganhou livros incríveis e em breve farei algumas retrospectivas em relação a isso, mas ainda existem vários lançamentos que eu adoraria comprar ou ganhar em um futuro próximo e espero aproveitar a Black Friday para adquirir alguns da minha wishlist.

Confira quais são os livros que eu adoraria poder comprar nessa wishlist literária especial de Black Friday!

1. O Salvador por J. R. Ward
"Na venerável história da Irmandade da Adaga Negra; um único macho foi expulso; mas porque a insanidade de Murhder não deu escolha aos Irmãos. Assombrado pelas visões de uma fêmea que não conseguiu salvar; ele; ainda assim; retorna a Caldwell numa missão para reparar o erro que o arruinou. Contudo; Murhder não está preparado para o que deve enfrentar nessa busca pela redenção.
A doutora Sarah Watkins; pesquisadora de uma empresa biomédica; tem dificuldades em superar a perda do noivo; que também era seu colega de profissão. Então; quando o FBI começa a investigar a morte dele; a cientista leva as evidências ao limite para; enfim; tomar conhecimento de uma terrível verdade.
Quando os destinos de Murhder e de Sarah se entrelaçam irrevogavelmente; o desejo se acende entre eles. Mas será que eles conseguirão forjar um futuro que cubra a distância que separa as duas espécies? E quando um novo inimigo surge na guerra contra os vampiros; será que Murhder retornará para a Irmandade... ou voltará para a sua existência solitária de uma vez por todas?"

2. Os Testamentos por Margaret Atwood
"QUINZE ANOS APÓS os eventos de O conto da aia, o regime teocrático da República de Gilead aparentemente se mantém firme no poder, mesmo após as sucessivas tentativas de insurgência. Mas há sinais de que suas engrenagens começam a se deteriorar.
Nesse momento crucial da história política do país, as vidas de três mulheres radicalmente diferentes convergem, e as consequências deste encontro poderão ser explosivas. Duas delas cresceram em lados opostos da fronteira: uma em Gilead, criada em meio a privilégios como filha de um importante Comandante, e outra no Canadá, onde frequenta a escola, trabalha na loja dos pais, participa de protestos anti-Gilead e assiste na TV às notícias sobre seus horrores. Os testamentos dessas duas jovens, que fazem parte da primeira geração a chegar à idade adulta nessa nova ordem mundial, são entrelaçados por uma terceira voz: o revelador manuscrito de uma das executoras do regime, uma mulher que exerce sua autoridade implacável por meio do acúmulo e da manipulação de segredos de Estado que podem ameaçar todas as estruturas do poder. Segredos dispersos e há muito enterrados, capazes de unir essas três mulheres, fazendo com que elas encarem quem realmente são e decidam até onde podem ir em busca do que acreditam."

3. Daisy Jones and The Six: Uma história de amor e música por Taylor Jenkins Reid
"Todo mundo conhece Daisy Jones & The Six. Nos anos setenta, dominavam as paradas de sucesso, faziam shows para plateias lotadas e conquistavam milhões de fãs. Eram a voz de uma geração, e Daisy, a inspiração de toda garota descolada. Mas no dia 12 de julho de 1979, no último show da turnê Aurora, eles se separaram. E ninguém nunca soube por quê. Até agora.
Esta é história de uma menina de Los Angeles que sonhava em ser uma estrela do rock e de uma banda que também almejava seu lugar ao sol. E de tudo o que aconteceu ― o sexo, as drogas, os conflitos e os dramas ― quando um produtor apostou (certo!) que juntos poderiam se tornar lendas da música.
Neste romance inesquecível narrado a partir de entrevistas, Taylor Jenkins Reid reconstitui a trajetória de uma banda fictícia com a intensidade presente nos melhores backstages do rock’n’roll."

4. Kindred por Octavia E. Butler
"Em seu vigésimo sexto aniversário, Dana e seu marido estão de mudança para um novo apartamento. Em meio a pilhas de livros e caixas abertas, ela começa a se sentir tonta e cai de joelhos, nauseada. Então, o mundo se despedaça. Dana repentinamente se encontra à beira de uma floresta, próxima a um rio. Uma criança está se afogando e ela corre para salvá-la. Mas, assim que arrasta o menino para fora da água, vê-se diante do cano de uma antiga espingarda. Em um piscar de olhos, ela está de volta a seu novo apartamento, completamente encharcada. É a experiência mais aterrorizante de sua vida... até acontecer de novo. E de novo. Quanto mais tempo passa no século XIX, numa Maryland pré-Guerra Civil – um lugar perigoso para uma mulher negra –, mais consciente Dana fica de que sua vida pode acabar antes mesmo de ter começado. “Impossível terminar de ler Kindred sem se sentir mudado. É uma obra de arte dilaceradora, com muito a dizer sobre o amor, o ódio, a escravidão e os dilemas raciais, ontem e hoje”.– Los Angeles Herald-Examiner"

5. A política sexual da carne: Uma teoria crítica feminista-vegetariana por Carol J. Adams
"Unindo feminismo e vegetarianismo, esta obra de Carol J. Adams vem transformando a maneira como milhares de pessoas enxergam o mundo desde o seu primeiro lançamento. Com argumentos sólidos e consistentes, o livro demonstra a estreita ligação entre a dominância masculina – e a consequente cultura de violência contra a mulher – e o ato de comer carne. A nova edição brasileira traz um novo posfácio com imagens que ajudam a sustentar a ideia defendida por Carol, à qual é impossível ficar indiferente. Assim, A política sexual da carne é uma obra de leitura obrigatória para refletir sobre as relações entre homens, mulheres e animais na luta por um mundo sem opressão."

6. O conto da aia: graphic novel por Margareth Atwood
"Offred é uma aia da República de Gilead, um lugar onde as mulheres são proibidas de ler, trabalhar e manter amizades. Ela serve na casa do Comandante e de sua esposa, e sob a nova ordem social ela tem apenas um propósito: uma vez por mês, deve deitar-se de costas e rezar para que o Comandante a engravide, porque em uma época de declínio da natalidade, Offred e as outras Aias têm valor apenas se forem férteis. Mas Offred se recorda dos anos anteriores a Gilead, quando era uma mulher independente, com um emprego, uma família e um nome próprio. Hoje, suas lembranças e sua vontade de sobreviver são atos de rebeldia."

7. Ayurveda. Princípios e Técnicas Para Atingir o Equilíbrio e o Bem-Estar por Centro Sivananda De Yoga Vedanta
"Ayurveda significa “ciência da vida”, em snscrito, e é um sistema milenar originário da Índia, composto por um amplo conjunto de informações e práticas que visam a conquista do equilíbrio físico e emocional. Adotar a rotina ayurvédica permite que se desenvolvam gradualmente hábitos mais saudáveis por meio de ações diárias, mensais e anuais."

8. Rastro de sangue: Príncipe Drácula: Uma ameaça sangrenta se esgueira na escuridão: 2 por Kerri Maniscalco
"Audrey Rose Wadsworth está longe de ser uma típica donzela em perigo da era vitoriana. Com um bisturi em mãos e um olhar clínico para decifrar os segredos dos mortos, ela foi peça-chave na solução do caso de Jack, o Estripador. Agora, um outro assassino em série ameaça espalhar terror ― enquanto drena cada gota de sangue de suas vítimas. Os leitores apaixonados por mistérios e aventuras percorreram as vielas sombrias de Londres em Rastro de Sangue: Jack, o Estripador. E pediram mais. Afinal, boas histórias costumam deixar qualquer um com sede. Em Rastro de Sangue: Príncipe Drácula, novo lançamento da linha DarkLove, da DarkSide® Books, sede é o ingrediente principal. Audrey Rose ― acompanhada de Thomas Cresswell, o irritante, porém charmoso, aprendiz de seu tio ― embarca em uma viagem ao coração sombrio da Romênia, lar de uma das melhores academias de medicina forense da Europa... e também do terrível Vlad, o Empalador, cuja sede de sangue virou lenda e transformou seu castelo em um antro de horrores."

9. A Marcha – Livro 2 por John Lewis
"O congressista John Lewis, ícone americano e uma das figuras centrais do Movimento pelos Direitos Civis, continua sua premiada trilogia de graphic novels com o co-autor Andrew Aydin e o artista Nate Powell. Agora, o Livro 2 de A Marcha traz à vida a história do movimento para uma nova geração.
Após o sucesso do protesto de Nashville, John Lewis está mais decidido que nunca a mudar o mundo por meio da não violência – mas ao embarcar em um ônibus rumo ao coração feroz do Sul dos Estados Unidos, ele e seus companheiros, os Viajantes da Liberdade, são testados como nunca antes. Enfrentando agressões, brutalidade policial, prisões, incêndios criminosos e até mesmo assassinato, os jovens ativistas arriscam a vida enquanto conflitos internacionais ameaçam destruí-los.
Mas sua coragem vai chamar a atenção de aliados poderosos, desde Martin Luther King Jr. até o procurador-geral Robert F. Kennedy. E uma vez que Lewis é eleito presidente do Comitê Coordenador Estudantil Não-Violento, o jovem de 23 anos alcançará os holofotes, se tornando um dos “Grandes Seis” líderes do Movimento pelos Direitos Civis e uma figura-chave na marcante Marcha sobre Washington por Trabalho e pela Liberdade em 1963."

10. O Soldador Subaquático por Jeff Lemire
"Jeff Lemire: “Estava sentindo uma grande pressão pela transformação que a minha vida iria passar com o nascimento do meu filho” Os primeiros conceitos para a criação de O soldador subaquático vieram à mente do quadrinista Jeff Lemire em 2010, quando ele e sua esposa começaram a cogitar a possibilidade de ter um filho. Autor da aclamada Sweet Tooth (Panini) do selo Vertigo, Lemire resolveu desenhar o quadrinho dois anos depois, quando já esperava pelo nascimento da criança. Recém-publicado no Brasil pela editora Mino, o álbum com ares de ficção científica foi elogiado pela Publisher’s Weekly, revista especializada no mercado editorial de língua inglesa, como “uma história bela, passional e gratificante sobre paternidade e crescimento pessoal”."

11. Silvestre por Wagner Willian
"Em Silvestre, acompanhamos a jornada de um velho caçador que atravessa e dialoga com lendas sobre divindades extintas, mergulhando na relação entre o homem e a natureza, e o respeito sobre o que a terra pode nos dar e o que somos capazes de oferecer. No isolamento de sua cabana, ele assa uma torta. Seu aroma cruza a memória, as paredes, a floresta, atraindo animais silvestres e criaturas fantásticas em um grande resgate ao convívio humano, digno de uma celebração selvagem e ritualística."

12. Sobre os ossos dos mortos por Olga Tokarczuk
"Subversivo, macabro e discutindo temas como mundo natural e civilização, este livro parte de uma história de crime e investigação convencional para se converter numa espécie de suspense existencial. "Uma das grandes vozes humanistas da Europa", segundo o jornal The Guardian, Olga Tokarczuk oferece um romance instigante sobre temas como loucura, injustiça e direitos dos animais."

13. Mulheres que correm com os lobos por Clarissa Pinkola Estés
"Os lobos foram pintados com um pincel negro nos contos de fada e até hoje assustam meninas indefesas. Mas nem sempre eles foram vistos como criaturas terríveis e violentas. Na Grécia antiga e em Roma, o animal era o consorte de Artemis, a caçadora, e carinhosamente amamentava os heróis. A analista junguiana Clarissa Pinkola Estés acredita que na nossa sociedade as mulheres vêm sendo tratadas de uma forma semelhante. Ao investigar o esmagamento da natureza instintiva feminina, Clarissa descobriu a chave da sensação de impotência da mulher moderna. Seu livro, Mulheres que correm com os lobos, ficou durante um ano na lista de mais vendidos nos Estados Unidos. Abordando 19 mitos, lendas e contos de fada, como a história do patinho feio e do Barba-Azul, Estés mostra como a natureza instintiva da mulher foi sendo domesticada ao longo dos tempos, num processo que punia todas aquelas que se rebelavam. Segundo a analista, a exemplo das florestas virgens e dos animais silvestres, os instintos foram devastados e os ciclos naturais femininos transformados à força em ritmos artificiais para agradar aos outros. Mas sua energia vital, segundo ela, pode ser restaurada por escavações psíquico-arqueológicas' nas ruínas do mundo subterrâneo. Até o ponto em que, emergindo das grossas camadas de condicionamento cultural, apareça a corajosa loba que vive em cada mulher. Clássico dos estudos sobre o sagrado feminino e o feminismo, o livro é o primeiro de uma série de longsellers da Rocco a ganhar edição com novo projeto gráfico e capa dura."

14. Mulherzinhas por Louisa May Alcott
"Talvez você não tenha ouvido falar de Louisa May Alcott, mas deve ter ouvido a respeito de Jane Austen. Pode ser que não tenha visto o filme “Adoráveis mulheres” de 1994, estrelando Winona Ryder, mas talvez tenha visto “Lady Bird” de 2017, dirigido por Greta Gerwig. Ao longo das páginas de "Mulherzinhas", o leitor entenderá o que une essas obras: fortes personagens femininas que marcaram e continuam a marcar gerações. Acompanhe as aventuras, dores, desilusões amorosas, perdas e aprendizados das irmãs March e descubra o que torna esse livro um dos mais queridos e relevantes da literatura mundial."

15. A sombra do vento por Carlos Ruiz Zafón
"Barcelona, 1945. Daniel Sempere acorda na noite de seu aniversário de onze anos e percebe que já não se lembra do rosto da falecida mãe. Para consolá-lo, o pai leva o menino pela primeira vez ao Cemitério dos Livros Esquecidos.
É lá que Daniel descobre A sombra do vento, romance escrito por Julián Carax, que logo se torna seu autor favorito, sua obsessão. No entanto, quando começa a buscar outras obras do escritor, Daniel descobre que alguém anda destruindo sistematicamente todos os exemplares de todos os livros que Carax já publicou, e que o que tem nas mãos pode muito bem ser o último volume sobrevivente.
Junto com seu amigo Fermín, Daniel percorre a cidade, adentrando as ruelas e os segredos mais obscuros de Barcelona. Anos se passam e sua investigação inocente se transforma em uma trama de mistério, magia, loucura e assassinato. E o destino de seu autor favorito de repente parece intimamenteMulherzinhas por Louisa May Alcott
"Talvez você não tenha ouvido falar de Louisa May Alcott, mas deve ter ouvido a respeito de Jane Austen. Pode ser que não tenha visto o filme “Adoráveis mulheres” de 1994, estrelando Winona Ryder, mas talvez tenha visto “Lady Bird” de 2017, dirigido por Greta Gerwig. Ao longo das páginas de "Mulherzinhas", o leitor entenderá o que une essas obras: fortes personagens femininas que marcaram e continuam a marcar gerações. Acompanhe as aventuras, dores, desilusões amorosas, perdas e aprendizados das irmãs March e descubra o que torna esse livro um dos mais queridos e relevantes da literatura mundial."

Quer ficar por dentro de tudo que rola aqui no Nostalgia Cinza em primeira mão e de um jeito bem simples e objetivo? Então assine a newsletter! Prometo não encher sua caixa de entrada e ainda mandar conteúdos bem legais ;)

You May Also Like

0 comentários