Livros feministas no Kindle Unlimited

by - 09:58


Em 2019 ganhei meu primeiro Kindle e já fui logo assinando o Kindle Unlimited. O Kindle Unlimited é um plano mensal oferecido pela Amazon, que oferece opções de livros que podem ser alugados gratuitamente. Ou seja, você pode pegar livros emprestados, sem precisar pagar nada além do plano mensal. Cada dia que passa estou me surpreendendo mais com a oferta de títulos no Kindle Unlimited e decidi montar uma lista só com indicações feministas que podem ser encontradas por lá. Confira minhas indicações de livros feministas no Kindle Unlimited e escolha agora mesmo a sua próxima leitura!

OUTROS JEITOS DE USAR A BOCA - Rupi Kaur
"Outros jeitos de usar a boca é um livro de poemas sobre a sobrevivência. Sobre a experiência de violência, o abuso, o amor, a perda e a feminilidade. O volume – publicado nos EUA como "milk and honey" – é dividido em quatro partes, e cada uma delas serve a um propósito diferente. Lida com um tipo diferente de dor. Cura uma mágoa diferente. Outros jeitos de usar a boca transporta o leitor por uma jornada pelos momentos mais amargos da vida e encontra uma maneira de tirar delicadeza deles. Publicado inicialmente de forma independente por Rupi Kaur, poeta, artista plástica e performer canadense nascida na Índia – e que também assina as ilustrações presentes neste volume –, o livro se tornou o maior fenômeno do gênero nos últimos anos nos Estados Unidos, com mais de 1 milhão de exemplares vendidos."

A BRUXA NÃO VAI PARA A FOGUEIRA NESTE LIVRO - Amanda Lovelace "Aqueles que consideram "bruxa" um xingamento não poderiam estar mais enganados: bruxas são mulheres capazes de incendiar o mundo ao seu redor. Resgatando essa imagem ancestral da figura feminina naturalmente poderosa, independente e, agora, indestrutível, Amanda Lovelace aprofunda a combinação de contundência e lirismo que arrebatou leitores e marcou sua obra de estreia, A princesa salva a si mesma neste livro, cujos poemas se dedicavam principalmente a temas como relacionamentos abusivos, crescimento pessoal e autoestima. Agora, em A bruxa não vai para a fogueira neste livro, ela conclama a união das mulheres contra as mais variadas formas de violência e opressão."

FEM: POESIA FEMINISTA - Carla Cortegoso
"feminismo
substantivo masculino
1.
doutrina que preconiza o aprimoramento e a ampliação do papel e dos direitos das mulheres na sociedade.
2.
p.met. movimento que milita neste sentido.
...
Sexo
É menino,
vai dar orgulho.
É menina,
vai dar pra caralho."

TODOS OS MEUS EX-HERÓIS SÃO MACHISTAS- Taís Bravo
"Esse livro é um testemunho sobre a experiência de identificar e questionar os discursos machistas que fizeram parte da minha formação. Remonto memórias e referências em uma narrativa fragmentada que busca escrever uma outra história. Uma história na qual ser uma mulher não seja uma vulnerabilidade imposta, mas a afirmação de uma escolha."

RACISMO NO MOVIMENTO SUFRAGISTA FEMININO - Angela Davis 
"Neste e-book extraído da obra Mulheres, raça e classe, Angela Davis trata do tema do racismo no movimento sufragista feminino, discutindo o papel da interseccionalidade na construção de uma sociedade igualitária e justa. Mulheres, raça e classe é a mais importante obra de Angela Davis, onde a filósofa e ativista traça um poderoso panorama histórico e crítico das imbricações entre a luta anticapitalista, a luta feminista, a luta antirracista e a luta antiescravagista, passando pelos dilemas contemporâneos da mulher. O livro é considerado um clássico sobre a interseccionalidade de gênero, raça e classe."

ESTUPRO, RACISMO E O MITO DO ESTUPRADOR NEGRO - Angela Davis
"Neste e-book extraído da obra Mulheres, raça e classe, Angela Davis trata do tema do estupro e sua relação com racismo em nossa sociedade. Mulheres, raça e classe é a mais importante obra de Angela Davis, onde a filósofa e ativista traça um poderoso panorama histórico e crítico das imbricações entre a luta anticapitalista, a luta feminista, a luta antirracista e a luta antiescravagista, passando pelos dilemas contemporâneos da mulher. O livro é considerado um clássico sobre a interseccionalidade de gênero, raça e classe."

FEMINISMO NA ATUALIDADE: A FORMAÇÃO DA QUARTA ONDA - Jacilene Maria Silva
"É bastante comum que se fale em três “ondas” do movimento feminista, esta categorização se dá com base nas reivindicações majoritárias, as que mais se sobressaíram, em cada momento histórico específico. Porém, com a efervescência do interesse no feminismo que se pode verificar como intensificada por volta de 2012, este fato associado ao forte uso das plataformas de redes sociais, parte da academia já fala com segurança que estamos vivendo um momento de quarta onda. Neste livro, pretendeu-se delinear brevemente o caminho que foi percorrido até chegarmos ao feminismo contemporâneo – este que já está sendo chamado de “quarta onda do feminismo”. Para tanto, foram abordadas as três ondas que a antecederam, elucidando o que mais se destacou nas demandas e particularidades de cada uma delas, até chegarmos à atualidade, com finalidade de compreendermos algo do sentido da quarta onda do feminismo."

MÁ FEMINISTA: ENSAIOS PROVOCATIVOS DE UMA ATIVISTA DESASTROSA
"Nesta seleção de ensaios engraçados e perspicazes, Roxane Gay nos leva a uma viagem sobre sua própria evolução como mulher negra, ao mesmo tempo em que nos transporta a um passeio pela cultura nos últimos anos.O retrato que emerge não é apenas o de uma mulher incrivelmente sagaz em contínuo crescimento para compreender a si mesma e à nossa sociedade, mas também o espelho de nós mesmos. Gay fomenta um debate ácido e cômico sobre o feminismo atual – e suas contradições –, política, racismo, violência, transitando entre a cultura pop e a análise crítica.Má feminista é um olhar afiado, e nos alerta, acima de tudo, para a maneira pela qual a cultura que nos envolve torna-nos quem somos."

PRESOS QUE MENSTRUAM: A BRUTAL VIDA DAS MULHERES - TRATADAS COMO HOMENS - NAS PRISÕES BRASILEIRAS - Nana Queiroz 
"Carandiru feminino. A brutal vida das mulheres tratadas como homens nas prisões brasileiras. Grande reportagem sobre o cotidiano das prisões femininas no Brasil, um tabu neste país, Nana Queiroz alcança o que é esperado do futuro do jornalismo: ao ouvir e dar voz às presas (e às famílias delas), desde os episódios que as levaram à cadeia até o cotidiano no cárcere, a autora costura e ilumina o mais completo e ambicioso panorama da vida de uma presidiária brasileira. Um livro obrigatório à compreensão de que não se pode falar da miséria do sistema carcerário brasileiro sem incorporar e discutir sua porção invisível. Presos que menstruam, trabalho que inaugura mais um campo de investigação não idealizado sobre a feminilidade, é reportagem que cumpre o que promete desde a pancada do título: os nós da sociedade brasileira não deixarão de existir por simples ocultação – senão apenas com enfrentamento. Palavras-chave: Prisões femininas, sistema carcerário brasileiro, jornalismo, sociedade, política e governo."

MRS. DALLOWAY - Virginia Woolf 
"Num aprazível dia de verão do ano de 1923, Clarissa Dalloway, representante da elite londrina, se prepara para a festa que dará à noite. Ela sai para comprar as flores para a ocasião e, enquanto caminha pela cidade, os mais variados pensamentos ocupam sua mente – muitos dos quais não seriam adequados para uma dama da alta sociedade. Clarissa pensa em Peter Walsh, velho amigo cuja proposta de casamento recusou décadas atrás; repassa suas escolhas de vida, seus momentos de mais intensa felicidade, seu casamento com Richard Dalloway; pensa na filha adolescente, Elizabeth, em miudezas da existência e no esplendor da vida.
Iniciando com o ponto de vista de Clarissa, Mrs. Dalloway – publicado pela primeira vez em 1925 – inova a arte romanesca de forma a um só tempo delicada e radical ao alternar o foco narrativo de um personagem para outro e ao lançar mão do fluxo de consciência como maneira de acompanhar seus sentimentos, suas sensações e suas reflexões. Passado num só dia, o romance é rico em flashbacks e flashforwards, misturando, além disso, discurso direto e discurso indireto livre. Com Mrs. Dalloway, considerado por muitos sua obra mais importante, Virginia Woolf (1882-1941) comprovou que ações corriqueiras, cotidianas – como comprar flores –, podem ser tema de grande arte, e que a vida e a morte acompanham todos os momentos da existência humana. - L"

DEIXE A PETECA CAIR: COMO AS MULHERES CONQUISTAM MAIS QUANDO FAZEM MENOS - Tiffany Dufu 
"Acostumada a desempenhar com sucesso todas as tarefas que apareciam, Tiffany Dufu sofreu para conciliar papeis e demandas após o nascimento de seu primeiro filho. Assim como diversas mulheres bem-sucedidas e talentosas, criadas para acreditar que eram capazes de dar conta de tudo, Tiffany chegou a pensar que cuidar da família e ter uma carreira profissional eram realidades incompatíveis. Mas, chegou à solução ao entender o que precisava ser feito: abrir mão de controlar tudo! Em Deixe a peteca cair, ela conta como aprendeu a reavaliar expectativas, rever sua imensa (e impossível de cumprir) lista de tarefas, e a delegar e pedir a ajuda do companheiro e de outras pessoas. Assim, ela foi capaz de abrir espaço na agenda tanto para crescer profissionalmente como para construir relacionamentos melhores e mais significativos na família. Oferecendo uma nova visão sobre a situação das mulheres no mercado de trabalho e trazendo conselhos práticos e facilmente aplicáveis ao dia a dia, Deixe a peteca cair chama as mulheres a abraçar a imperfeição, esperar menos de si mesmas e mais dos outros. Ao focar no que realmente acreditam, as mulheres poderão direcionar suas energias para seus objetivos, conquistando uma vida mais criativa e recompensadora."

FEMINISMO E IDENTIDADE DE GÊNERO - Jacilene Maria Silva 
"Este e-book contém um breve ensaio que se debruça sobre o pensamento da razão que rege e fundamenta a identidade de gênero, com base no pensamento da filósofa Judith Butler. Um convite a se repensar as razões que fundamentam o sentido de identidade de gênero, mas também do conceito de identidade de modo geral."


*Para fins de direitos autorais, declaro que as imagens utilizadas neste post não pertencem ao blog. Qualquer problema ou reclamação quanto aos direitos de imagem podem ser feitas diretamente com nosso contato. Atenderemos prontamente. Fonte: Photo by Carli Jeen on Unsplash

E se você quiser ficar por dentro de tudo que rola aqui no Nostalgia Cinza em primeira mão e de um jeito bem simples e objetivo? Então assine a newsletter! Prometo não encher sua caixa de entrada e ainda mandar conteúdos bem legais ;)

You May Also Like

2 comentários

  1. Eu leio todos os gêneros é só gostar da capa que pego para ler, desses que você citou está na minha lista Outros jeitos de usar a boca. Quero muito ler ano que vem.
    Beijocas.

    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderExcluir
  2. eu amei as indicações, até me deu vontade de comprar um Kindle, o outros jeitos de usar a boca está na minha lista de aquisição com certeza.

    Hurricane Stars

    ResponderExcluir