Encontro às cegas com um livro

by - 04:44


Você já julgou um livro pela capa? Eu já. Sempre. Capas sempre foram aquilo que mais me chamou a atenção em um livro e adoro colecionar edições muito bem elaboradas e com aqueles acabamentos de fazer o olho de qualquer designer brilhar. É inevitável não julgar um livro por sua capa quando ela é o primeiro contato que se tem. É impossível não criar qualquer tipo de pré-julgamento e primeira impressão ao olhar para a capa de um livro. Mas não se sinta mal, é inconsciente.

Pensando nisso, surgiu uma iniciativa incrível com uma premissa maravilhosa: um encontro às cegas com um livro. Já faz algum tempo que vejo circulando no weheartit e no pinterest fotografias desses livros e preciso dizer que a ideia é maravilhosa. Recentemente eu viajei para a Itália e pude, pela primeira vez, conferir um desses estandes de perto e escolher um livro pra mim me baseando apenas no que ele promete, sem ter ideia de qual livro é ou qual a sua capa.




Funciona da seguinte maneira: os livros são embrulhados com um papel marrom e uma corda fina. Você não consegue ver nem a capa nem pode saber o título do livro. Tudo o que você sabe são algumas palavras-chave escritas na embalagem e curtos comentários, isso quando existem comentários. É uma forma de despertar interesse pelo livro puramente pelo que ele promete ser e não pelo que você acha que ele é.

Comprei esse "encontrinho" na laFeltrinelli International em Roma e fiquei animadíssima para conferir qual livro me aguardava. Vamos conferir qual foi? <3




LESS - Andrew Sean Greer

"Who says you can't run away from your problems? You are a failed novelist about to turn fifty. A wedding invitation arrives in the mail: your boyfriend of the past nine years is engaged to someone else. You can't say yes--it would be too awkward--and you can't say no--it would look like defeat. On your desk are a series of invitations to half-baked literary events around the world.

QUESTION: How do you arrange to skip town?

ANSWER: You accept them all.

What would possibly go wrong? Arthur Less will almost fall in love in Paris, almost fall to his death in Berlin, barely escape to a Moroccan ski chalet from a Saharan sandstorm, accidentally book himself as the (only) writer-in-residence at a Christian Retreat Center in Southern India, and encounter, on a desert island in the Arabian Sea, the last person on Earth he wants to face. Somewhere in there: he will turn fifty. Through it all, there is his first love. And there is his last.

Because, despite all these mishaps, missteps, misunderstandings and mistakes, Less is, above all, a love story.

A scintillating satire of the American abroad, a rumination on time and the human heart, a bittersweet romance of chances lost, by an author The New York Times has hailed as "inspired, lyrical," "elegiac," "ingenious," as well as "too sappy by half," Less shows a writer at the peak of his talents raising the curtain on our shared human comedy."





E aí? Gostou dessa iniciativa e do livro que acabei comprando? E se você quiser ficar por dentro de tudo que rola aqui no Nostalgia Cinza em primeira mão e de um jeito bem simples e objetivo? Então assine a newsletter! Prometo não encher sua caixa de entrada e ainda mandar conteúdos bem legais ;)

You May Also Like

3 comentários

  1. Nao acredito que não sabia que isso existia!! Eu amei

    ResponderExcluir
  2. Que demais, me lembra as CrapBags ou as Mistery Box, com aquela coisa de você pagar x e ganhar algo que foi selecionado por outras pessoas.! Bem que poderia ter por aqui!

    ResponderExcluir
  3. Que iniciativa top!!!! Eu já fiquei imaginando a gente encapando as capas e trocando livros. a pessoa lê a história toda e depois revela qual livro leu. Já pensou?

    ResponderExcluir